APRA – PR encaminha a minuta da nova LEI DE PROMOÇÃO DE PRAÇAS DA POLÍCIA MILITAR DO PARANÁ

APRA_mini_novo

 

.

A Associação de Praças do Estado do Paraná, atendendo a premente necessidade da construção de uma nova Lei de Promoção de Praças, juntamente com o grupo de sugestões criado via WhatsApp, contando com a participação democrática dos bombeiros e policiais militares do Paraná, gostaria de apresentar a redação encaminhada para o Executivo.

A redação preliminar vem ao encontro de amenizar o prejuízo sofrido pelas Praças ao longo da última década, sendo inclusive recepcionada pelo Secretário de Segurança Francisquini, substituído pelo Delegado Mesquita. A intenção é mudar a ‘sucateada’ situação que se encontram as praças, sem perspectiva de carreira, sendo inclusive motivada pela dormência daqueles que deveriam estar lutando pelos seus comandados, mas infelizmente, não querem mudar o cenário de domínio e submissão que se encontram as praças.

Desta forma, caminhamos para a construção de uma carreira com promoções automáticas, com métodos de capacitação atual e eficiente, sem deixar nossos irmãos aposentarem como soldados, como resume o imperativo do atual modelo.

Por fim, basta correr os olhos para ver que a nova redação estabelece a valorização e crescimento gradativo nas graduações, podendo chegar ao oficialato, sendo valorizado o estudo e a qualificação, com a atribuição da pontuação meritória como grande impulso para a busca incessante da qualificação e aperfeiçoamento profissional. Outro ponto de extrema relevância reside não questão de isenção de idade para as praças que almejam fazer a escola de oficiais na APMG, não necessitando de ajuda da Entidade para prestar o concurso via mandado de segurança.

A Associação não tem qualquer receio de críticas pela construção apresentada, mas desde que seja apresentada por quem já fez algo para mudar o cenário atual, e não daqueles que passaram uma vida na Corporação, e, infelizmente se tornaram críticos e democráticos somente após estarem na inatividade.

Precisamos que todos os Praças abracem essa causa! Para que seja aprovada na Assembléia Legislativa do Paraná.

Curitiba, 31 de maio de 2015.

Lei de Promoção de Praças/APRA: Nova Lei de Promocao das Pracas. APRA-PR

Documento em pdf: A APRA – PR encaminha a minuta da nova LEI DE PROMOÇÃO DE PRAÇAS DA POLÍCIA MILITAR DO PARANÁ

Orélio Fontana Neto

Presidente APRA.”

What Next?

Recent Articles

155 Responses to "APRA – PR encaminha a minuta da nova LEI DE PROMOÇÃO DE PRAÇAS DA POLÍCIA MILITAR DO PARANÁ"

  1. jose disse:

    plaff plaff plaff, traduzindo aplaudos. nossa fica mais dificil sair do soldado, vai ser a gloria para os praças. dizer o que né plaff plaff plaff

    • Edson disse:

      Não entendi porque limitar a promoção da Praça (Oficioal ADM) a Capitão?

      Percebam que mesmo que seja apenas 1 Coronel, já é alguma coisa.
      Acredito que deve ser mantido a possibilidade de chegar aos posto máximo.

      • APRA-PR disse:

        desculpe 1 em 20 mil homems! pense um pouquinho no todo. além de que pode fazer direto o CFO .. sem limite de idade para militar estadual do PR

        • Edson disse:

          Justamente pensando no todo, as decisões ocorrem no alto Comando. Limitar a acensão a Capitão é limitar a influência, a capacidade decisória, é limitar a capacidade intelectual e política, é subjugar a própria capacidade de chegar lá e orgulhar-se do caminho percorrido, não me conformo na visão de não ter um caminho aberto pela frente até o Comando.
          Não estou em condições de trilhar todo o caminho, mas não há liberdade com barreiras. Um Presidente Negro, Um Presidente Metalúrgico. Por que não um Comandante que percorreu todas as Graduações e Postos?

          • TENÓRIO disse:

            Colega eu tenho quase certeza de que você é um Oficial querendo colocar os praças um contra o outro.

          • stive disse:

            CAROS COLEGAS INFELIZMENTE SOMENTE HÁ ALGUNS DIAS TIVE ACESSO AO PLANO DE CARREIRA DA MARINHA DE GUERRA. NESTE PLANO EXISTE CARGOS COMO O CAPITÃO-TENENTE QUE É O ÚLTIMO PARA QUEM TEM ACESSO NÃO PELA ESCOLA NAVAL. SERIA MAIS OU MENOS PARECIDO COM O NOSSO. MESMO ASSIM ELES CRIARAM UMA BRECHA EM QUE ESTES MESMOS OFICIAIS PODERIAM ASCENDER AO POSTO MÁXIMO ATRAVÉS DE UMA COMISSÃO DE PROMOÇÃO DEVIDA. PODERIA SER ALGO A SER REVISTO.
            COMO SOMOS MILITARES MAS NÃO TEMOS OS MESMOS DIREITOS QUE ELES DAS FORÇAS ARMADAS, OS QUAIS APÓS CUMPRIREM SEU TEMPO SÃO ELEVADOS AO PRÓXIMO CARGO QUE PODERIAM CHEGAR. ACHO QUE SOMOS UMA ABERRAÇÃO CRIADA PARA SERVIR OS GOVERNOS CEGAMENTE.

          • GG disse:

            Gente não discutam por nada!!! Isso já foi engavetado. O Oficiais Superiores e o Governo do Estado querem a classe dos Praças como subempregos, temporários, descartáveis. Eles não querem, se quer, a ida para a reserva remunerada proporcional das Praças. Eles querem aproveitar o ímpeto, a jovialidade, a força, a vontade de salvar o mundo e a inexperiência dos jovens, bem mais propensos a cumprirem ordens sem questionamentos, que não pensam ainda no futuro, assim como faz as Forças Armadas com seus temporários. Isso seria o ideal para eles. Profissão, o Oficialato; as Praças, temporários de execução. Como não faltam jovens para essa tarefa, e quem responde por essa inexperiência é o próprio inexperiente e não o Comando dele, Eles (Oficiais) não se preocupam, pois não respondem pelos atos dos inexperientes e o discurso é sempre o mesmo quando um “reco” inexperiente ou “antigão” não reciclado cometem absurdos: “Esses são casos isolados, e a PMPR não compactua com atitudes como estas…” Simples assim…
            Um belo dia, em ambiente acadêmico, um Capitão que ministrava a aula disse aquela máxima no meio militar: “quer ganhar bem e ser valorizado? Faça curso, passe 3 anos na academia e se torne Oficial.” Então lhe respondi: “Então é mais fácil do que imaginava resolver os maiores problemas da PMPR. É só, de maneira gradativa, fazer as Praças da PMPR, passar 3 anos na academia. Aí, todos se tornam Oficiais, passam a ganhar bem e terem valorização. Mas aí fica a pergunta: quem irá trabalhar na rua?
            No início, um pouco de risos, mas percebendo que falava sério os demais alunos perceberam o qual sério era o contexto do que dizia e a discussão em cima disso foi bastante acalorada e proveitosa para a aula.

  2. Como ficaria a promoção dos militares que prestaram concurso interno para o quadro de saúde a 22 anos e nada foi feito dizendo-se que foi extinto este quadro.

  3. Luis disse:

    Tanto tempo para apresentar um porcaria destas!!!!!

  4. luiz disse:

    O art. 29 – lll, deve estar errado. O interstício é como 3º sgt e não como cabo.

  5. Sgt BM disse:

    Bom dia!
    Muito boa a iniciativa!
    Gostaria de saber se foi elaborada e discutida com outras associações?

    Não sei se é o momento de sugestões mas segue uma aí:
    “Art. 21. A vacância de graduação, nos Quadros de graduados da Corporação, dá-se mediante publicação em boletim do Comando Geral, do ato que a originou.”, ocorre que quando alguém vai para a reserva a publicação em diário oficial se dá entre 02 a 05 dias após a resolução, e no boletim geral somente uns 20 dias após. Para quem aguarda no quadro de acesso é um atraso tremendo, se passar das datas de promoção.

    Art. 29, trata da promoção de 3ºSgt para 2ºSgt e o interstício é 02 anos como Cabo?

    No “Art. 1º. … e as condições para ingresso de subtenentes e 1º sargentos no Quadro de Acesso a carreira de Oficiais Auxiliares.”, mas no artigo 52 em diante só diz sobre a indicação de Subtenente ao Quadro de Oficiais Auxiliares e o 1ºSgt de que forma será o ingresso.

    Pelo pouco que entendo não pode ser apenas uma indicação do Comando de quem fará o Curso, deve haver um concurso entre os Subtenentes e Sargentos, isso é pacífico.

    Parabéns pela iniciativa, como está não dá mais pra ficar! Pena que o momento político não nos ajuda! Qualquer projeto que onere o estado não passa.

  6. Verdades incomodam disse:

    Vergonhoso sim!
    Para aqueles que, se “aposentaram” com o peito cheio de medalhas reluzentes sem tirar a bunda da cadeira, ganhando os mais altos salários.
    Que ao verem o seus subordinados, maioria , depois de uma vida 25,30 anos de serviço prestado a corporação saírem com uma “mão na frente e outra a trás” precisando fazer “bicos”.
    Vergonhoso é para aqueles que conheceram o bom policial, trabalhador ,íntegro correto nos seus afazeres, honesto e pais de famílias, “companheiros” de caserna e que,, por eles,,, nada fizeram, ou em prol das praças.
    A não ser explora-los escalas estressantes, tecer criticas, puni-los como forma de traze-lo no cabresto e omisso sempre.
    Sem poder expressar suas opiniões e sempre “engolir sapos ” de um monte de outros que não sabe e nem a coragem tem de; estar afrente de uma viatura policial e encarar a tudo que vier.
    VERGONHSO É; olhar para trás , anos anteriores, constatar que a pirâmide formada nestes 10,20,30 anos “pico e base” piramidal simplesmente foi transferida do mesmo jeito para reserva, mudada de lugar da ativa para reserva , como um objeto.
    Com a sua base atolada no “lodo” por dentro os porões, as catacumbas verdadeiras “caixas pretas” .
    Mas,,, por fora,,,,o “cume,pico,ponta” ,,,,,,parece reluzente feito,,,,,, peitoral de Caxias !
    Agora que: o policial NÃO PODE responder IPM ( Inquérito Policial Militar)
    NÃO PODE estar baixo do BOM comportamento
    NÃO PODE estar respondendo PROCESSO
    NÃO PODE estar CONDENADO
    NÃO PODE estar respondendo na AUDITORIA MILITAR
    NÃO PODE NADA!?
    É MUITO ,,,, “NÃO PODE ” .
    Para quem trabalha, operacional de rua, fica deveras muito difícil chegar algum dia ser promovido ou fazer cursos.
    A maioria reponde a tudo isto e muito mais!!!
    Na iniciativa privada o destaque das grandes empresas e instituições é conduzir o seu funcionário à carreira
    Capacitado e conhecedor da ATIVIDADE FIM ao mais alto escalão!
    Não ao mando e interferência de políticos corruptos que sucateam o país e as instituições!!

  7. Clailton disse:

    Caros Senhores.
    Acho válido o esforço para melhorar. Ma temos que tomar cuidado naquilo que escrevemos e, principalmente se o que escrevermos for passar por um crivo…

    Vejamos…

    Título V

    Nos requisitos para a promoção de soldado de 3ª Classe para Soldado de 2ª Classe, concordo com os itens I a VI.

    Mas o que entendi é que o Soldado de 3ª Classe deve estar condenada no item VII.
    Deve estar agregado no item VIII
    Deve estar em gozo de licença no item IX
    Deve estar desertor no item X
    Deve estar incapacitado no item XI
    E ainda considerado desaparecido ou extraviado no item XII.

    Será isso mesmo????

    Creio que deve estar precisando de uma revisão.

    No Artigo 28, que trata da promoção do Cabo para a graduação de 3º Sargento, item I o requisito é frequentar curso de adaptação para CABOS, o correto não seria POSSUIR ou FREQUENTAR CURSO DE ADAPTAÇÃO PARA SARGENTOS????

    No Artigo 29, que trata da promoção de 3º Sargento para 2º Sargento.
    Item III – Possuir intertício mínimo de 2 (dois) anos como Cabo?????

    Ué, o praça já não é 3º Sargento?????

    Espero ter ajudado.

  8. Reinaldo disse:

    Olá, bom dia
    Sei que vão surgir vários questionamentos a respeito desse anteprojeto, porem, se puderem me esclarecer, neste contexto, como ficaria a situação do soldado que hoje conta com vinte quatro anos de serviço. Li, porém, não entendi.
    Desde já, agradeço a atenção!!

  9. gian disse:

    Ola caros amigos, acredito que a intenção foi boa, mas esse projeto de Lei é pior do que está atualmente, tem que elaborar um projeto em que melhoremos que todos nos tenhamos um plano de carreira com promoções automáticas começando como sd 1ºclasse e chegando a possibilidade de ser oficial, a Lei de que vcs pedem revogação do 15.349/2006 foi uma otima inicitiva pois so com tornando Sd, Cb, e Sgt, oficiais poderemos ter um dia alguém que ja foi praça lutando por melhoria para essa classe pois são os Oficiais que administram instituição, ainda com relação a esse projeto de Leis que vocês elaboraram não atende a necessidade e cria muita divisão, e para receber uma remuneração melhor tem que subir ser Oficial.

  10. Clodoaldo Ferreira da Silva disse:

    Companheiros, não fora mencionado aqui nada com referencia a promoção por ato de bravura?

  11. Junior disse:

    Achei um grande avanço se isso conseguir sair do papel, sem sombra de duvida e o projeto mais adequado a uma classe que sempre foi massacrada e esquecida, pois entre os servidores públicos do parana, somos a unica classe que não tem projeção de carreira, ate os professores tem progressão de carreira, com a qualificação e inclusão de curso como pos, mestrado, e doutorado. Espero que isso não seja apenas mais um papel na mesa de políticos. ob.

  12. Luiz Mário disse:

    No art. 29, inciso III, foi constatado um erro formal nesta Lei; onde se lê como Cabo, seria como 3* Sgt.

  13. Sgt Palmeira disse:

    Boa Tarde a Todos!!!!

    Tenho uma observação, acredito que deveria ser retirado: “não estar indiciado em inquérito policial ou respondendo a processo criminal comum ou militar”
    Pois tornar isso critério impeditivo, seria uma punição em si, pois não está se considerando o princípio da inocência, ou seja, se o profissional indiciado for impedido de ser promovido, após constatado que é inocente, houve um prejuízo.
    Percebo muito isso, muitos impedidos por estarem respondendo, e por isso já serem impedidos de um monte de coisas… cursos, concurso internos…
    A instituição penaliza por estar respondendo, tem que penalizar por ser condenado.

  14. Adriano disse:

    Esse projeto de lei é uma PIADA..Sd 3ª Classe???…extinguir o QEOPM…REGREDIR..ASSINAR O ATESTADO DE QUE O PRAÇA E LIMITADO MESMO E SÓ PODE IR ATÉ CAPITAO…É AFIRMAR QUE A PRAÇA SO SERVE PRA SER UM MERO OFICIAL AUXILIAR DOS QOBM E QOPM…É DE DAR RISADA.

    • APRA-PR disse:

      leia o projeto! O MILITAR PODE FAZER O CFO, sem idade limite! os antigos chegam até st e serão convocados para QOA e vão embora caitão com 20,000 reias de salário, tá ruim companheiro? então fique com a lei atual lei xaxá e NÃO LUTE POR ESSA!

  15. GG disse:

    Me desculpem os amigos da APRA, mas esse Projeto de Lei, da forma como está não será aprovado nunca pela ALEP. Esse tipo de bondade suprema eles só concedem aos Magistrados e ao Ministério Público, de quem eles tem certo medo.

  16. sgt decepcionado disse:

    achei que seria uma lei de promoção que trouxesse a CARREIRA UNICA… fiquei decepcionado… acredito que todos possuem capacidade e condições de serem oficiais combatente e ter a satisfação profissional de comandarem uma cia, uma unidade… acho que foi um erro esta lei… claro quer toda iniciativa é bem vinda, mas esta, na minha opinião, ficou devendo… NÃO QUERO ser oficial adm… acredito que todos, com a experiência adquirida durante sua vida funcional tem plenas condições de comando.

  17. GG disse:

    Acho que a pontuação dada a pós graduação de 0,005 (cinco milésimo de ponto) do art. 37, inciso IV, do Projeto de Lei é muito baixa frente a pontuação da graduação e da especialização “stritu sensu”.

  18. BILLI disse:

    Seria interessante fazer um Lei para acabar com estas diferenças de salarios entre oficiais e praças…
    exemplo: hj um cabo para sair 3º sargento vai ganhar somente 200 reais a mais, enquanto um 1º tenente para sair capitão a diferença de salario passa dos 3 mil, hj que mil reais de diferença para cada graduação ou posto seria o correto, sendo que um soldado poderia começar com 6 mil reais, um cabo do 7 mil reais, um 3º sargento com 8 mil reais, um 2º sargento com 9 mil reais, um primeiro sargento com 10 mil reais, um subtenente com 11 mil reais, um aspirante com 11 mil reais tb, um 2º tenente com 12 mil reais, um primeiro tenente com 13 mil reais, um capitão com 14 mil reais, um major com 15 mil reais, um tenente coronel com 16 mil reais e coronel cargo maior da policia com 18 mil reais …….
    e as promoções automatica a cada 05 anos de serviço, passou dos 30 anos duas promoções um com 32 anos de serviço e ao outra com 35 anos completo, e pode fechar assim mesmo, chega destas diferenças de salarios maior para os oficiais…

  19. Anônimo disse:

    Art. 28. Constitui requisito básico para promoção do Cabo para 3º Sargento:
    XII – não ser considerado desaparecido ou extraviado.
    Parágrafo Único: Fica excluído do requisito do art. 28, inciso XII, o curso de tecnólogo em segurança pública. ?????????

    Art. 29. Constitui requisito básico para promoção do 3º Sargento para 2º Sargento:
    III – possuir interstício mínimo de 2 (dois) anos como Cabo.
    Para sair 2º Sgt. Precisa de 2 anos como Cb. ?

    Parágrafo Único: Fica excluído do requisito do art. 28, inciso XIII, o curso de tecnólogo em segurança pública.

    O Art. 28 não tem inciso XIII, vai somente até o XII.

    Art. 30. Constitui requisito básico para promoção do 2º Sargento para 1º Sargento:
    Parágrafo Único: Fica excluído do requisito do art. 28, inciso XIII, o curso de tecnólogo em segurança pública.
    Art. 28. Constitui requisito básico para promoção do Cabo para 3º Sargento:
    XII – não ser considerado desaparecido ou extraviado.
    O Art. 28 não tem inciso XIII, vai somente até o XII.

    Art. 30. Constitui requisito básico para promoção do 2º Sargento para 1º Sargento:
    Parágrafo Único: Fica excluído do requisito do art. 28, inciso XIII, o curso de tecnólogo em segurança pública.
    Art. 28. Constitui requisito básico para promoção do Cabo para 3º Sargento:
    XII – não ser considerado desaparecido ou extraviado.

    Art. 31. Constitui requisito básico para promoção do 1º Sargento para Subtenente:
    §2º. Fica excluído do requisito do art. 28, inciso XII, o curso de tecnólogo em segurança pública.
    Art. 28. Constitui requisito básico para promoção do Cabo para 3º Sargento:
    XII – não ser considerado desaparecido ou extraviado.

    Pela promoção por permanência todos que atingirem 25 anos serão Subtenentes ?

    Os Subtenente serão oficiais auxiliares dentro das vagas criadas.

    O Subtenente após a formação no novo- antigo QOA pode se aposentar sem ao menos ter trabalhado na função pois não há previsão de idade tão pouco tempo mínimo na função pra aposentadoria.

    Após implementar ou digamos que está lei seja aprovada, assim como foi a QEOPM, começa a contar à partir da data os prazos para as promoções ou o pessoal que já esta será beneficiado pois já tem os interstícios necessários. Exemplo Soldados com mais de 8 anos serão todos imediatamente promovido à graduação de Cabo e assim sucessivamente.

    Desejo sorte aos Companheiros da Associação das Praças, mas espero que alguns pontos sejam revistos.

    Deveríamos na verdade acabar com algumas graduações e postos e dar mais celeridade nas promoções.

  20. Josmar disse:

    Mestrado 20 pontos, é isso?

  21. antonio disse:

    Pontos de faculdade de cozinheiro, agora poderá somar duas faculdades para encher de pontos a de cozinheiro+ e de comida japonesa….
    fica igual a máfia de pós graduação da TUIUTI, paga se 3 mil reais em 3 pontos, por que não tem mais curso na corporação. quem dá aula na TUIUTI?

    tem que valer pontos para cursos na corporação.

    Para acesso ao COA, só os Sub Tenentes e 1º Sgt. peixes, vão ser convocados.

    Quem vai brigar brigar pelas vagas criadas em 2010, modificadas em 2014, mas até hoje não foram ativadas?

  22. PM NOROESTE disse:

    VÃO PROMOVER TODOS OS SOLDADOS COM MAIS DE OITO ANOS DE CASA?
    E ONDE VAI TER ESPAÇO PARA UMA ESCOLA TÃO GRANDE?
    TÁ MEIO COMPLICADO DE ENTENDER!

  23. Inércia disse:

    ( Inercia) s.f. Sem ação nem atividade: a inércia dos mecanismos públicos.
    Figurado. Ausência de reação; falta de mobilidade; estagnação: a inércia da polícia pode prejudicar o desenvolvimento do município.
    Física. Diz-se da matéria que oferece resistência à aceleração.
    Química. Particularidade das substâncias que não reagem quando estão em contato com outras.
    Acredito que vivemos esta condição a muitos anos, quando falo muitos, mais de 50 com certeza, então me vem a pergunta, eu sei que tem instituições representativas dos policiais militares a muito tempo ! qual delas levou alguma proposta de um plano de carreira para os praças……falo de 50 anos ate hoje.
    tem gente reclamando de um projeto de plano de carreira, analise como esta hoje, pela lei atual, 15 anos era (ERA) para sair cabo, (MAS) com 23 se tiver sorte, se o governo quiser, se administração quiser ETC ETC pode vir a ser cabo, SGT só com 35, indo embora, mas tem um detalhe (HAVENDO VAGA) !!!no caso nunca tem vaga, e quando abre são 300 vagas para um efetivo de 8 mil soldados, só que destas 300 vagas 100 era para antiguidade, na atual conjuntura que nos se encontramos, segundos estudos realizados, levaria em torno de 245 ANOS para este efetivo de soldados sair cabo,
    prestem atenção na tabela do subsidio, veja onde você vai se enquadra meu irmão, você não tem plano de carreira, esta tabela não funciona pra praça, se contente em ir para casa como soldado 90% da tropa praça segundo estudos, nunca (NUNCA) sera cabo ! por exemplo teve concurso este ano….. NÃO… quem fez 35 anos como SD, foi embora como soldado. vamos prestar atenção. VAMOS APROVAR UM PLANO DE CARREIRA JUSTO. para mim este foi o melhor que eu já vi, O QUE NOS TEMOS HOJE,,,,,,,,,QUEREMOS ESPERAR MAIS 150 ANOS…………..

  24. pm interior disse:

    para os soldados que ja estao na corporaçao ,os que nao terao o curso de soldado tecnologo,sera feito um curso de adptaçao ou nao?

  25. PRAÇA disse:

    Isso esta me parecendo bolsa promoção.
    Piada hein!

    • desanimado disse:

      por que os oficiais podem ganhar essa ”BOLSA FORMAÇÃO” como você tá falando, e os praças não, hein sr PRAÇA? Se liga PRAÇA. É por isso que os praças nunca são levados a sério na corporação, dentro dos praças, sempre tem um ”PRAÇA”, que é hipócrita e é contra as promoções automáticas. Promoção por tempo de serviço, é nada mais do que justo!!!Ou se preferirem fique aí, esperando 5, 6, 10 anos, abrir concurso interno pra cabo, sargento, com umas mixarias de vagas que vão contemplar só meia dúzia de soldados ou cabos. Essa proposta de promoção de praças é super bem vinda.

  26. Só na Pressão disse:

    Como diz o filósofo Tiririca “pior que tá não fica !” Soldado ae com 23, 24 anos de serviço já fala em fechar 25 e vazar sem pensar duas vezes, neste projeto se o cara sair 1° classe e sentar nas batatas esperando o tempo passar, ao chegar aos 25 tá indo embora Sub, sussegado, sem ter pego no livro de forma automática.
    Tenho certeza que a maioria dos “analistas” de projetos prontos aqui, não foram capazes de enviar um misero Whats ou email dando a sua contribuição neste projeto, agora que está pronto estão reclamando, colocando defeito aqui, ali… Tá escrito lá sem limites de idade para o CFO, quer comandar vai pegar o livro e fazer CFO.
    Parabéns APRA, pela iniciativa, poucos anos de fundação e já tentando fazer algo pela corporação, enquanto as outras associações só pensam em lazer, guerra política vocês estão tentando mudar algo na carreiras dos praças.

  27. L. Carlos disse:

    Com todo respeito, tenho absoluta certeza que essa lei não favorece em nada a vida dos praças, o que nós precisamos é de plano de carreira onde as promoções sejam por tempo de serviço prestados, ainda querem ficar limitando.
    Exemplo se entra num ano 1000 soldados o quadro de promoções é de 100 quanto tempo demorará para que todos de uma mesma turma sejam promovidos?
    Me desculpem mas deve-se buscar melhores informações de como foram elaborados as promoções em outros estados que implantaram a progressão automática.

  28. Alex William disse:

    Infelizmente eu vejo que tem muitos que criticam o projeto sem ler, reclamam do projeto, entendam uma coisa, quando um Oficial entra na Policia Militar do Paraná, ele dentro de um plano de carreira chega no minimo até Capitão, e no máximo até Cel Full, o que acontecê ?
    acontece que o curso deles habilitam eles chegarem até coronel. (PERFEITO)

    então o nosso curso de Praça (entendo Praça que vai de sd. até sub Ten) deveria nos habilitar a chegarmos até Sub Ten.

    e qual a diferença então ?????

    são os concursos internos que nos impedem de chegarmos la. (seria uma especie de barreira) alegando a meritocracia. (a meritocracia esta na conclusão do curso).

    ou poderíamos analisar da seguinte maneira, o Curso (A) é tão bom, tão eficiente que ao concluir este curso, te proporciona a chegar automaticamente.

    já o curso (B) é um curso tão simples, que para chegar a outras promoções, necessita que seja feito a cada promoção um outro curso (concurso) para que possa galgar posições.

    então vamos aos fatos, um Soldado hoje se não houver em 35 anos um concurso ou uma convocação, ira embora com 35 anos de trabalhos prestados como Soldado.

    não esqueçam a lei diz, havendo vagas, e quem determina se ha ou não vagas ?

    agora vejamos um Cadete, ele vai a segundo anista, aumento de salario, primeiro anista, aumento de salario, Aspirante aumento de salario, 2º Ten e dai em diante, tem algum Aspirante com 35 anos de trabalho ?
    tem algum OF 2º Ten QOPM com 35 anos de trabalho ?

    eles estão errados…(NÃO), quem esta somos nós!!

    VAMOS FAZER A NOSSA HISTORIA, O PLANO DE CARREIRA É JUSTO !

  29. desanimado disse:

    Toda proposta é bem vinda, é obvio, é bom que a Apra tomou a iniciativa, mas é claro que essa proposta precisa de uns ajustes. Não acho interessante o praça para poder chegar ao oficialato, e um dia poder chegar a coronel, ter que concorrer com o público externo em um vestibular, ou seja, não é interessante apenas mudar o limite de idade no CFO, para sem limites de idade para os praças, continua sendo uma concorrência injusta, disputar vagas com ”filhinhos de papai” recém saídos do ensino médio e frequentadores de ”Positivos” da vida. Não precisam inventar muita moda, apenas copiem o plano de carreira como o do Ceará por exemplo, onde lá sim, o praça pode chegar a coronel concorrendo internamente apenas com seus pares para chegar ao oficialato. Outra coisa, não deve limitar vagas em cada graduação assim que a lei seja promugada, o correto é a promoção automática de todos que atendam os requisitos básicos para cada graduação, todos os soldados da corporação que já passaram pelo intertício como soldado, devem ser promovidos automaticamente, independente se esse número chegue a 100, 1000 ou 10000 soldados, nada mais do que justo desde que atenda os requisitos exigidos na lei de promoções é claro! No Ceará por exemplo, que o efetivo é menor que aqui, assim que foi sancionada a lei, foram promovidos logo de cara mais de 8000 praças automaticamente. Quem tem duvida dá uma olhadinha lá na página do governo deles. Se ficar limitando vagas, vai continuar tudo na mesma, até todos aqueles mais antigos serem promovidos a cabo, vai demorar um século.

  30. JOSE disse:

    Boa noite//a proposta esta ótima, somente o interstício de cabo para 3º sargento (4) quatro anos é muito tempo.

  31. CLAUDINEI disse:

    Será que sai do papel ante que eu saia da corporação kkkkkkkkkkkkkkkk

    • Mudanças JA disse:

      Boa noite a todos os companheiros, este plano de carreira só pode se efetivar se a maioria de nós as praças quisermos, e não basta só querer, temos que cobrar dos governante, somarmos forças e lutarmos pelas mudanças, para sairemos de uma situação que já perdura 150 anos

  32. Rodrigues disse:

    Bom dia, parabéns a APRA pela excelente iniciativa e dizer que é um ótimo projeto, pois vem a corrigir grandes distorções causadas ao longo dos anos. Por favor, não se importe com as críticas, dificilmente vocês vão agradar a todos, haja vista que nem o Senhor Jesus Cristo agradou a todos, mas acredito sim, que este projeto agrada a maioria. Podem ter certeza que muitos dentro da caserna não alcançaram o sucesso por falta de oportunidades, oportunidades esta que este projeto lança nas mãos de muitos. A APRA está novamente abrindo as portas da oportunidade, o sucesso de muitos estava cerceado pelos nossos gestores e algumas associações que dizem que nos representam e que na verdade não passa de fachada. Não são todos que vão ocupar os melhores cargos, mas o Estado deve garantir que todos tenham condições dignas para alcança-las desde que se esforcem, pois as sociedades capitalistas escolheram esse rumo. O fracasso de muitos e o sucesso de alguns são utilizados como exemplos para responsabilizar os que não chegaram lá pelo seu insucesso e devemos desmascarar essa mentira.

  33. SD ANTIGÃO disse:

    Parabéns pela iniciativa APRA. Não ligue para aqueles que sempre reclamam e nada acrescentam.Mais uma vez meus parabéns.

  34. ferreira disse:

    O Art. 1º. A presente Lei estabelece os princípios, requisitos e processamento para promoções da carreira das Praças militares estaduais, e as condições para ingresso de subtenentes e 1º sargentos no Quadro de Acesso a carreira de Oficiais Auxiliares.
    CAPÍTULO I
    FINALIDADE E COMPETÊNCIA
    SEÇÃO I
    DA FINALIDADE
    Art. 3º. A Comissão de Promoções de Praças é órgão permanente da Polícia Militar do
    Estado do Paraná, que tem por finalidade:
    I – Cumprir e fazer cumprir a presente Lei.
    II – Estudar e opinar sobre assuntos relativos a promoções de Praças.
    III – Criar súmulas sobre as interpretações quanto a promoção de Praças.
    IV – Selecionar os Subtenentes e 1º Sargentos em condições de ingressar no Quadro
    Auxiliar de Oficiais.
    DA COMPETÊNCIA
    Art. 4º. Compete à Comissão de Promoções de Praças, com base na Lei:
    I – Incluir e excluir Praças do quadro de acesso.
    II – Propor ao Comandante Geral a adição por excesso, das Praças irregularmente
    promovidas.
    III – Classificar os Subtenentes e Sargentos no Almanaque Militar de graduados da
    Corporação, de acordo com o prescrito em Lei.
    IV – Organizar os quadros de acesso.
    V – Propor a Comissão de Mérito a concessão de medalhas.
    VI – Propor a promoção de Praças, indicando o princípio.
    VII – Informar à Comissão de Promoções de Oficiais sobre os Subtenentes e 1º Sargentos
    aptos ao ingresso no Quadro Auxiliar de Oficiais.
    TÍTULO VIII
    DA INDICAÇÃO DE SUBTENENTE

    NÃO ENTENDI, AS ANTERIORES PREVEEM OS 1º SARGENTOS, MAS DA INDICAÇÃO SOMENTE SUBTENENTE E AINDA SÓ PARA PEIXES, POIS TEM DE HAVER INDICAÇÃO??
    ESTRANHO ISSO….

  35. ferreira disse:

    O Art. 1º. A presente Lei estabelece os princípios, requisitos e processamento para promoções da carreira das Praças militares estaduais, e as condições para ingresso de subtenentes e 1º sargentos no Quadro de Acesso a carreira de Oficiais Auxiliares.

    CAPÍTULO I
    FINALIDADE E COMPETÊNCIA
    SEÇÃO I
    DA FINALIDADE
    Art. 3º. A Comissão de Promoções de Praças é órgão permanente da Polícia Militar do
    Estado do Paraná, que tem por finalidade:
    IV – Selecionar os Subtenentes e 1º Sargentos em condições de ingressar no Quadro
    Auxiliar de Oficiais.

    DA COMPETÊNCIA

    Art. 4º. Compete à Comissão de Promoções de Praças, com base na Lei:

    VII – Informar à Comissão de Promoções de Oficiais sobre os Subtenentes e 1º Sargentos
    aptos ao ingresso no Quadro Auxiliar de Oficiais.

    TÍTULO VIII
    DA INDICAÇÃO DE SUBTENENTE

    NÃO ENTENDI, AS ANTERIORES PREVEEM OS 1º SARGENTOS, MAS DA INDICAÇÃO SOMENTE SUBTENENTE E AINDA SÓ PARA PEIXES, POIS TEM DE HAVER INDICAÇÃO??
    ESTRANHO ISSO….

  36. anonimo disse:

    Ilustríssimo Presidente APRA/PR

    Preliminarmente, cumprimento-o pela preocupação com a carreira das praças policiais militares, vez que não vejo no cenário nacional tamanho desrespeito com a base das milícias estaduais, a qual representada mais de 70% (setenta por cento) da Corporação, no caso do Estado do Paraná.

    A carreira militar é algo que se reveste em valores, dentre os quais a abnegação, coragem, disciplina, devotamento integral ao serviço, enfim, o que queremos dizer é que muitos jovens se encaminharam ao serviço policial militar por vocação, ou seja, sempre buscaram serem policiais militares, logo, renunciaram uma vida financeiramente melhor para se dedicarem a uma carreira na qual o que se busca nada mais é do que é ajudar o próximo, proteger o cidadão, fazer cumprir a leis, etc., cuja realização pessoal se reveste no sentimento do dever cumprido.

    Em referência ao expediente encaminhado ao Governo do Estado, no caso, o Anteprojeto de Lei que estabelece princípios, requisitos e processamento para promoções das praças militares estaduais, deve-se fazer uma ressalva importante, pois não basta criar mecanismos para promoções automáticas de praças, se os respectivos dispositivos legais não forem cumpridos ou se o próprio Governo passar a lançar empecilhos sob a alegação de falta de recursos.

    Digníssimo Presidente, como já disse, cumprimento-o pela preocupação e desde já o parabenizo pelo expediente encaminhado ao Executivo, tenho certeza de que o objetivo é nada mais do que corrigir problemas que há anos vive a base da Polícia Militar do Paraná, ou seja, falta de incentivo na carreira, porém vemos que mesmo com a vigência da Lei Xavier (Lei Estadual nº 15.946/2008), a qual permitiu aos Soldados de 1ª Classe com mais de 15 (quinze) anos de serviço a frequência no Curso Especial de Cabos PM/BM, a última promoção especial de cabos recaiu sobre soldados com mais de 22 (vinte e dois) anos de carreira.

    Ora, mesmo após 07 (sete) anos de vigência do referido dispositivo legal, vemos que estamos distante da norma atingir seu objetivo.

    O que chama a atenção é que Cursos de Formação e Graduação de Praças, como CFC e CFS PM/BM não são realizados sob a alegação de que faltam recursos para sua realização, no entanto, nossa APMG não para de formar oficiais. Sim, todos os meses vemos no site oficial da PMPR e também na Intranet as fotos dos jantares realizados pela Escola de Oficiais, o desmotiva ainda mais a praça a seguir sua carreira, pois não há ascensão.

    No final de 2014, o Comandante-Geral editou o Plano Geral de Ensino da PMPR para 2015, na qual nas alíneas “c” e “e” do anexo “A” dispõem sobre os cursos previstos para praças no respectivo ano, porém em análise diária ao Boletim do Comando Geral vemos que são iniciados apenas cursos para oficias, como no caso o CAO (curso de aperfeiçoamento de oficiais) que já se encerrou na semana passada.

    Pois bem, o que não vemos são indagações sobre o porquê já que faltam recursos ao erário, os cursos para oficias (CAO, CFO, CSP) continuam sendo realizados normalmente pela nossa APMG. Não seria o momento de deixar um ou dois anos de se formar oficiais para fazermos justiça com as praças policiais militares as quais representam mais de 70% da Corporação, e, assim, corrigirmos a carreira com a ocupação das vagas em aberto para Cabos (mais de 1500 vagas) e 3º Sargentos (mais de 1200vagas).

    Em outras unidades federativas, como no caso do Mato Grosso do Sul, editais de concurso para CFO PM/BM são lançados a cada 04 (quatro) anos, e nesse meio vemos vários concursos internos para CFC e CFS, é só verificar o link http://www.concurso.ms.gov.br/?location=editais.

    Por fim, gostaria que Vossa Senhoria indagasse ao Comandante Geral e esclarecesse por meio do site, tais dúvidas:

    “Haverá concursos internos para Cabos e Sargentos em 2015, conforme o Plano Geral de Ensino?”

    “Haverá concurso para o Curso de Formação de Oficiais (CFO) 2016?”

    • Soldado guerreiro disse:

      Boa noite, gostaria de dizer ao senhor que este projeto não é para hoje, estamos pensando no amanhã, um dia este governador vai sair e essa lei existindo podemos correr atrás de apoio e muito mais. O que precisamos é de apoio, apoio, apoio de tudo e todos e menos críticas.
      abraço.

    • Sd Júnior disse:

      Bom dia,o texto que segue abaixo foi tirado do comentário acima.

      “A carreira militar é algo que se reveste em valores, dentre os quais a abnegação, coragem, disciplina, devotamento integral ao serviço, enfim, o que queremos dizer é que muitos jovens se encaminharam ao serviço policial militar por vocação, ou seja, sempre buscaram serem policiais militares, logo, renunciaram uma vida financeiramente melhor para se dedicarem a uma carreira na qual o que se busca nada mais é do que é ajudar o próximo, proteger o cidadão, fazer cumprir a leis, etc., cuja realização pessoal se reveste no sentimento do dever cumprido”.

      O meu comentário é que essa é uma mentira deslavada que existe em nosso meio, haja vista que foi escrito somente para os praças e os oficiais não são inseridos neste contexto, uma vez que estão sempre solicitando ao governador aumento de salário, aumento de vagas para promoção, proselitismo quando se fala e estuda salário, criando vagas somente para os oficiais ou seja para nós tudo e os praças nada, eles que vivam por vocação. São hipócritas e ainda querem incutir na cabeça dos praças essa ideologia, quando na verdade estão provando o contrário.

  37. wilson disse:

    parabens pelo trabalho do jeito que esta nao pode ficar .

  38. wilson disse:

    parabens pelos trabalhos da maneira que esta a situaçao dos praça nao pode ficar entra ano e sai ano e nao muda nada so alguns levam a melhor.

  39. Haverá, CFC, CFS, etc. Quando o caixa do Estado do Paraná estiver em condições financeiras aceitáveis, ou seja, continue esperando…..

  40. anonimo disse:

    Caro amigo mm@yahoo.com.br,

    Acho que não entendeu as indagações que fiz acima. Pois bem, o que eu quis dizer: CONCORDO com o Projeto elaborado pela entidade, no entanto, levantei algo que acontece todos os anos e ninguém, nenhum praça comenta, ou seja, mesmo com o Estado do Paraná em dificuldades financeiras, cursos para oficiais continuam sendo realizados normalmente.
    Ora, sabemos que o Estado está em péssima situação financeira, mas veremos nos próximos dias o lançamento de mais um Edital concurso para CFO, assim como vimos a formatura do CAO alguns dias atrás.

  41. Alexandre disse:

    Bacana, mas não corrige a década de atraso…soldado, hoje,vai demorar mais uma década para sair cabo…duas decada de atraso e mais uma década e meia para sair 3sgt…
    Acho a ideia boa para os novos, mas para os antigões continuará atrasada e sem perspectiva de carreira…igual ao subsidio que valorizou o recruta e excluiu os antigões…

    • APRA-PR disse:

      acredito que o sr não interpretou a real idéia do plano. antigoes promovidos por tempo. novos podendo entrar na carreira de oficial ou com 25 anos entrar como ST no COA e sair Capitão. HOje soldado saindo cabo com 23 anos e 7 meses.! é justo!…? sobrevivido ate´aqui na luta das ruas?

  42. MUDANÇA JA disse:

    quero reiterar esta questão, HOJE, se um soldado com 25 anos pedir a reserva vai como soldado embora, ainda não existe a promoção sem curso !

  43. Rodrigo disse:

    Durante os debates que se estenderam durante um mês via WhatsApp; fomos provocados a dar sugestões que beneficiassem os Praças. No entanto, com este projeto apresentado não visualizo nada de proveitoso. a começar por criarem mais uma graduação ” o que significa isso!”. Lutamos para reduzir as desigualdades dentro da caserna e o que vejo é uma proposta que já começar desmerecendo a base da PMPR que são os Solados que diuturnamente estão na rua dando a cara a tapa. Fracionar em três niveis a graduação de soldado é ridículo. A exemplo da Policia Civil sem entrar no mérito de curso superior para ingresso; o investigador entra no serviço policial sem saber nada, entra crú, entretanto, sa recebe seu subsidio integral mesmo não estando fazendo a escola de policia. Mas já o miserável do soldado tem que entrar na visão dos senhores como “Soldado de 3ª Classe” esperar terminar a escola e ser promovido a “Soldado de 2ª Classe” e sabe lá Deus quando, receber a promoção de 1ª Classe. Isso é inadmissível não podemos aceitar a aprovação de uma nova lei de promoção de praças que consta um artigo que inferiorizar o soldado. Já existem 14 (catorze) degraus na carreira policial militar e aumentar mais um degrau na longa ascensão hierárquica, so vai distanciar ainda mais o soldado do posto de coronel.

    • APRA-PR disse:

      o sr infelizemente não leu o projeto. se esse projeto é ruim , então permaneça no atual! soldados com 23 anos e 7 meses para fazer o curso de cabo.
      Lamentamos muito ..sr Rodrigo. Essa é a famosa panela de carangueiro…

    • APRA-PR disse:

      infelizmente o sr só começou a ler a lei..
      Se o sr acha que essa lei é ruim.. o sr nem deve ser soldado.. pois se fosse saberia o valor desse plano de carreira. Se acha que esse é ruim.. então fique com o atual! não lute por esse!

  44. mango disse:

    E o CHO, que hoje apenas exige 5 anos de policia e uma faculdade em qualquer area que seja reconhecido pelo mec, nao adianta nada tirar o limite de idade do CFO, onde no CFO estariamos concorrendo com o MUNDO INTEIRO as vagas, e quanto no CHO estamos concorrendo somente internamente com os Praças que tem os pré-requisitos, isso deixa claro que CHO é muito mais interessante e plausivel do que CFO, outro detalhe CFO sao 3 anos quanto o CHO sao 1 ano e meio, ninguem e plena consciencia trocaria de fazer um CHO por um CFO, outro ponto, pra que ter mais uma classe de soldado, já é ruim do que jeito que está imagine tendo mais um terceira classe, na Policia Civil o camarada SEM FAZER O CURSO ja ganha seu subsidio cheio, na PM o cara PRIMEIRO DEVE FAZER O CURSO ganhando bem menos que a metade do subsidio depois de formado, COA é pra apenas aqueles que entram com 18 anos na PM e que sempre estaram sentados numa cadeira sem responder um FATD ou um IPM ou algo do tipo, a ascendencia na carreira deve ocorrer harmoniosamente, onde tem se o plano de carreira de Praças e as vagas pra OFICIAIS atraves do CHO a cada 2 anos, oque já é previsto, o companheiro pra chegar a CAPITAO nesse plano apresentado teria que rastejar depois dos 25 anos ate completar 35 anos pra sair capitao, com o CHO isso nao aconteceria, igual vemos hoje na corporacao varios Oficiais os quais foram pracas e fizeram o CHO e hoje com 20 anos de servico, ja sao 1 tenente lhes dando a oportunidade se sairem até um Tenente-Coronel…. Realmente essa proposta apresentada precisar ser revista e melhrorada

  45. Rodrigo disse:

    Discutir com ignorantes é perda de tempo! Não valeu nada um mês debatendo a respeito do tema. Infelizmente a PMPR é mesmo como um praça que se tornou Oficial me disse um tempo atrás ” a PMPR é e sempre será dos oficiais”. Muito obrigado pelo espaço nesse meio de comunicação; esperava mais dos senhores, no entanto, mais uma vez me enganei! Me dispenso aqui e faça um favor para mim nem responda esse comentário, pois pretendo nunca mais dar credito aos senhores com minha audiência. Ass. Soldado indignado pelos falsos profetas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  46. Sgt. Pinheiro disse:

    Parabéns a APRA pela iniciativa, a proposição propicia dinâmica na carreira das praças, pois a atual lei é estagnada.

  47. Alex disse:

    Boa noite Rodrigo, vou tentar ser o mais sucinto possível, vamos aos fatos então, a Polícia Militar é dicotômica, dividida entre os Oficias e os Praças, sendo que na visão de administração os Oficiais são os administradores e gerenciadores, eles administram e gerenciam a Policia Militar, nós os Praças somos os executores. bem o que afeta isto, afeta diretamente no nosso salário, pois eles na visão do (Estado) e não deixa de ser fato, são classificados com (NÍVEL SUPERIOR) desta forma tendo um salário bem diferenciado do nosso, que seria compatível com a função deles, nós as praças somos classificados como nível médio, e o nosso salário é proporcional a este nível, pode se dizer também que por esta prerrogativa eles tem um plano de carreira, que também pode ser enquadrada dentro desta questão, (NÃO NECESSARIAMENTE).
    agora o que a APRA pretende mudar, a APRA representa os Praças, luta por mudanças na classe dos Praças.
    1° Ponto : Tornar o curso de formação de Soldado em tecnólogo em segurança publica, desta forma fazendo com que os futuros Praças da Policia Militar ao concluir o curso de formação, tenha nível superior, mudando a classificação no Estado de um nível médio para nível superior, desta forma possibilitando melhora salarial !
    2° Ponto: criar um plano de carreira efetivo para os Policiais Militares, em que a meritocracia esteja na formação, e não no concurso. um sistema em que o Praça possa galgar a carreira automaticamente, desta forma trazendo uma isonomia semelhante a dos Oficiais, sabemos que hoje um Praça (soldado) com 25 de Policia Militar, se aposenta como soldado, pois se não for convocado para o CFC, ou não passar em um concurso interno vai para casa como soldado, o plano de carreia da APRA, que foi elaborado por Praças da ativa e da reserva propõe que o soldado que ingresse na Policia Militar, aos concluir 25 anos de carreira, se aposente como Subtenente. (apenas leia a proposta).
    3° Ponto: a questão do soldado ser de 3º Classe, 2º Classe, e 1° Classe, não esta relacionada a questão salarial, e sim a questão promocional, pois de 1º Classe ira para cabo, depois 3º Sgt e assim sucessivamente, não vejo nenhum tipo de discriminação nisto pois são níveis, vários órgão adotam esta medida, cito (Policia Civil), (Guarda Municipal) etc.

    Esta questão do Plano de carreira esta intrínseca a arrecadação do Paraná Previdência, segundo estudos realizados pela APRA.

    A APRA, é uma entidade nova, não tem tanto tempo de Associação como as demais existentes, mas vem trabalhando duro para promover mudanças efetivas, nas condições de vida dos seus associados, mantendo a serenidade, a transparência, o comprometimento em espaço que promove os pensamentos e as mudanças para melhor, pensamos que o Policial Militar em primeiro lugar é um cidadão, desta forma exerce seus direitos de cidadania e civismos, conforme a constituição federal.

    Existem muitos projetos, A MORADIA SEGURA, em que com parceira com construtoras estamos buscando residência para os policiais militares dentro da nossa realidade, com qualidade e dignidade, nosso objetivo é tirar o Policial Militar do aluguel e trazer ele para casa própria.

    Auxilio Alimentação, estamos também batalhando para conseguirmos Vali alimentação, acreditamos ser muito importantes esta questão, existem muitos outros projetos !

    Gostaríamos que este projeto agradasse a todo, uma totalidade de 100%, mas sabemos que isto não é possível devi duo a uma questão de idiossincrasia.
    em fim para finalizar quero deixar uma leitura.

    Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento.” Filipenses 4:8

    Alex Willian
    Coordenar de Direitos Humanos – APRA

  48. Alexandre disse:

    Parabéns APRA-PR pela iniciativa, li vários comentários aqui que não representam de forma alguma a vontade das praças da PMPR, a proposta muda radicalmente a carreira da praça, com certeza tem o apoio da grande maioria… uma pena que a atual situação/governo nem cogitará em por na prática tal proposta e muitas praças irão para a reserva como Soldados com 25 anos de serviço…

  49. EMERSON disse:

    POR GENTILEZA, QUAIS SERIAM OS PRÓXIMOS PASSOS PARA QUE ESTE PROJETO SEJA DE FATO IMPLEMENTADO E QUEM DEVEMOS PRESSIONAR?

  50. EMERSON disse:

    ACREDITO MUITO QUE ESSE É O CAMINHO, PROJETO EXCELENTE, CHEGOU A HORA DE MOSTRARMOS QUE MERECEMOS PELO MENOS RESPEITO E DEFINITIVAMENTE TENHAMOS UMA LEI DE PROMOÇÃO DE PRAÇAS NOS MESMOS PARÂMETROS DA “ELITE” PROTESTOS E CAMINHADAS COM OS FAMILIARES NAS FOLGAS EM TODO O PARANÁ ESTE É O CAMINHO!

  51. esperançoso disse:

    Alguma novidade da tramitação desse projeto?Já está pra votação?

  52. charles disse:

    Direito de pensamento, muitas vezes e não poucas, a APRA já me ajudou com dicas importantíssimas.
    Todavia venho aqui contestar a minuta.
    Não podemos retroceder e sim avançar, que pensamento é este onde podemos chegar a coronel e agora ser apenas capitão!!
    Como é de conhecimento geral, já existe uma desigualdade de antiguidade no mesmo posto e agora buscar somente o posto de capitão, seria um enorme retrocesso.
    A APRA e outras associações deveriam sim é buscar mais cursos, assim como o CFO é feito todo ano, que fossem ABERTOS novos concursos CFC, CFS o QEOPM.
    Antes de encaminhar algum pedido em nome de uma classe, que a associação buscasse ter uma posição dos interessados, que por sua vez somos nós.
    Parabenizo o empenho, mas precisamos submeter qualquer pedido desta magnitude a uma votação interna. Representar uma classe, exige da mesma uma posição de paridade com seus representados sejam eles sócios ou não.

  53. stive disse:

    Lei ruim… Porque criar o soldado de 3 classe? porque limitar a promoção até a CAPITÃO? E pq nessa nova proposta de lei somente o sub-tenente pode ser promovido a OFICIAL, sendo que pela regra atual no CHO desde o soldado pode concorrer as vagas do quadro especial e com possibilidade de chegar a CORONEL?
    .
    Essa nova lei só beneficia os mais graduados e prejudica os soldados (ainda mais por criar o soldado de 3 classe)
    .
    A lei atual é boa, o que falta é cumprir a lei… se a lei 16.576/2010 fixa a quantidade que deveriam existir…se a lei fosse cumprida agora, seria aberto:

    + 1.679 vagas de terceiro sargentos (porque a lei fala que deveria ter 2.390 mas atualmente na PMPR tem somente 711)

    + 81 vagas de segundo sargentos (porque a lei fala que deveria ter 972 mas atualmente na PMPR tem somente 891)

    + 95 vagas de primeiro sargentos (porque a lei fala que deveria ter 559 mas atualmente na PMPR tem somente 464)

    + 126 vagas de sub tenente (porque a lei fala que deveria ter 341 mas atualmente na PMPR tem somente 215)

    • APRA-PR disse:

      respeitamos sua opinião, mas somente 2 praças desde que foi criada chegaram a coronel. Stive vc acha justo vc está sendo imediatista. Pense em uma carreira. A minuta diz que será promovido não fará concurso para ser cabo e sgt.

      • Stive disse:

        Mas é pensando na carreira que digo que a lei é ruim…
        .
        1] criar o soldado de 3 classe vai fazer com que demore mais tempo ainda para quem esta entrando na PM a conseguir receber 100% do que recebe um soldado 1 classe, ja não basta passar o CFSd recebendo metade, imagina qual valor vai receber esse soldado de 3 classe.
        .
        2] extinguir o CHO, é tirar a possibilidade de um soldado, cabo e sargento de chegar a OFICIAL, pois o COA só beneficia sub tenente. Alias o quadro pelo QEOPM é melhor do que o QOPM em quesito promoção e tão querendo tirar isso da maioria dos praças
        .
        3] se pela lei atual só dois chegou a CORONEL, pelo CAO NENHUM vai chegar… pois limita até a capitão
        .
        4] falar que todos serão PROMOVIDOS? A lei determina qtos cabos e sargentos pode ter na PMPR e como todos serão promovidos?
        .
        5] creio que o melhor que poderia ser PROPOSTO é a CARREIRA UNICA e melhora no SUBSIDIOS dos praças… Não piorar criando um soldado de 3 classe….

  54. mango disse:

    Esse plano de carreira sera bom apenas para aqueles que entrarem com 18 anos na corporacao e que a partir da sua publicacao, para quem ja esta na corporacao , nunca chegaram a 1 tenente

  55. TERRA disse:

    O momento e Oportuno Sim!!

    Senhores ha tempos venho verificando certo pessimismo por aqui
    E venho trazer um pouco de otimismo
    Vejamos por que!!
    Penso que o momento é, e muito oportuno e importante, para que, quando conversarmos com nossos políticos tenhamos mais esta carta na manga
    Vejamos então… O Rio Grande do Sul quando fez esta transição devido a seu grande efetivo levou quase vinte anos para ajustar, sem falar que dividiram cotas de promoção. Tipo 30% de vagas para este e 70% para aquele em fim

    Pois estamos em vantagem. veja bem

    A Polícia militar hoje esta em torno de 18.000 soldados sendo otimista
    Destes, oito mil são das ultimas escolas, ou seja, estão longe dos oito anos.
    Sobram então, dez mil soldados que provavelmente a compulsória deve de pegar no mínimo mais dois mil até este projeto ser aprovado e passar a vigorar.
    Estamos então falando de 8 mil soldados e que mesmo apos aprovado o projeto vai ter um certo numero de soldados que vai usufruir da lei, pegar uma graduação ficar um ano nela e “”compulsória nele”” vamos supor que a cada ano 500 esteja nesta condição ou seja a cada ano diminui 500 dos 8 mil soldados que ficaram na promoção apenas um ano.
    Diante disto estamos falando de um numero real em torno de 7.500 Soldados, diminuindo gradativamente 500 soldados a cada ano.
    O que quero dizer com isto!! Que o fato de a Polícia Militar estar com o efetivo defasado nos trouxe vantagens, pois, o impacto econômico e de tempo não vai ser tão grande assim e o estado do Paraná, tem sim condições de fazê-lo e com custo e tempo muito menor, digamos 40% que o estado do Rio Grande Do Sul.
    Gostaria que alguém com conhecimento, analisassem este texto e traduzisse com texto correto e dentro de estatísticas com números reais para que pudéssemos apresentar aos nossos políticos. Se e que, já não foi feito! Obrigado pela oportunidade.

  56. santos disse:

    TEM QUE VALORIZAR O PM QUE TEM MAIS DE 25 ANOS ……VCS ACHAM QUE QUE UM CABO VAI FAZER CURSO P SAIR SARGENTO P GANHAR 250 REAIS ….SENDO QUE EM DOIS DIAS ELE GANHA NO EXTRA ESSE VALOR…….TER QUE IR ME ACADEMIA AGUENTANDO HUMILHAÇÃO DE FAXINA E ORDEM UNIDA DE UM MENINO ASP DE 21 ANOS…..AH AH AH AH…APRA ……25 ANOS TODO MUNDO VAI EMBORA..ABRAM A MENTE ……FAÇAM UMA PROMOÇAO AUTOMATICA P QUEM TEM 25 ANOS SE ESTA NA EXCEPCIONAL CONDUTA ……25 ANOS CABO 27 3SGT 29 2SGT 31 1SGT 33SUB ….AUTOMATICO..SEM CURSO E PONTUAÇÃO..ISSO É BALELA SE ESTA NA EXCEPCIONAL CONDUTA E TEM 25 ANOS NAO PRECISA PROVAR MAIS NADA ….QUEM TEM MENOS DE 25 ANOS ….FAZ A PROVA DE MERECIMENTO FECHOU O B.O..OUTRO DETALHE …….A PROMOÇÃO SE DARA SOMENTE SE ESTIVER PRESTADO PRESTADO 15 ANOS DE SERVIÇO OPERACIONAL OU SE JA DE DE RUA ………..

  57. Marcos disse:

    Acabei de ler no site de outra associação e vi que estão INICIANDO os estudos para a criação de um plano de carreiras, inclusive acatando sugestões. Estou sem entender nada, cada associação lutando por plano de carreira que sem duvida será diferente um do outro. Se nem as nossas associações (2 principais) conseguem se entender e criar algo de bom juntas, imagina se algo vai realmente prosperar, cada uma querendo derrubar o que a outra fez. Minha simples opinião.

  58. MUDANÇA JA disse:

    Caro amigo Santos, vou te fazer uma pergunta simples, você vai ao banco coma pretensão de fazer um plano de aposentadoria, então você nos primeiro ano economiza 100 reais por mês, mais 2 anos 100 reais, mais 2 anos 100 reais, ai no final destes anos você vai querer receber uma aposentadoria de 8 mil reais HA HA HA.
    antes de você falar tudo o que pensa analise a questa econômica, 85% de sua contribuição para o Estado sera como Soldados, e os outros 15% sera dividido entre 3º Sgt e sub, dai depois receber como sub Ten ?

    a projeção do plano de carreira da APRA já prevê esta paridade, a arrecadação proporcional para que não quebre o Parana Previdência.

  59. Machado disse:

    Se essa Lei for aprovada meus amigos temos que agradecer a DEUS e a todos que correram atrás e não mediram esforços pra que a gente realmente tenha algo que possamos chamar de plano de carreira, por do jeitos que as coisas estão… Vou até citar uma frase do CBJr: “Num País sem dente é feliz quem come um ovo!”

  60. Machado disse:

    Se essa Lei for aprovada meus amigos temos que agradecer a DEUS e a todos que correram atrás e não mediram esforços pra que a gente realmente tenha algo que possamos chamar de plano de carreira, por que do jeitos que as coisas estão… Vou até citar uma frase do CBJr: “Num País sem dente é feliz quem come um ovo!”

  61. PM INTERIOR disse:

    Não levem a mal, só uma sugestão:
    – Incluir o escalonamento vertical em relação aos vencimentos.
    Explico:
    Não adianta de nada as promoções se a diferença de salários entre as graduações foram de R$ 150,00 – 200,00 ou 300,00 reais ou 50,00, deixar claro no projeto o escalonamento vertical, com base nos salários de quem está no topo “CEL”.
    Senão do jeito que conheço o governo, você pode até subir de graduação, mas do que adianta subir, se a diferença imposta de salário for 50,00, 100,00 ou 200,00 reais?
    Aconteceu em outros estados, será que não acontecerá aqui também?

  62. Policial do norte. disse:

    Meu Deus!!!! quanta gente pessimista!!! como vamos chegar no topo se não subir cada degrau, não temos perspectiva nenhuma agora, tenho quase oito anos de policia, pude fazer 1 concurso para o curso de cabo que foi extremamente concorrido e mesmo eu estudando muito, não consegui passar e vai saber agora quando vai ter outro. Essa proposta é uma luz no fim do túnel, claro que algumas coisas tem que ser revistas, mas no geral tá ótimo, tem gente reclamando que vai poder chegar somente até capitão, eu já ficaria feliz se conseguisse sair cabo, quem dera mais pra frente ser capitão, e como várias vezes foi dito pela associação, poderemos fazer o CFO, pois não terá limite de idade, isso já será um avanço tremendo. A polícia não vai pra frente porque não temos união e tem muita gente que só vê o lado ruim, critica, mas não faz nada pra mudar, acorda povo!!! vamos nos unir, se queremos mudanças, temos que ser a mudança. Parabéns APRA pela iniciativa, e espero muito que seja aprovado o projeto.

  63. SD Bruno disse:

    Olha meus amigos da APRA… Parabéns pela Lei, não é a perfeição, mas se essa lei for aprovada estaremos no céu, quanto aos críticos aí, amigos, vcs não enxergam ou oq? Quantos e quantos companheiros nossos se aposentam como soldados, surge uma oportunidade de nos unirmos em busca de garantir a aposentadoria como no mínimo subtenente e o senhores ainda ficam criticando a hipótese de poder chegar até capitão o indivíduo que entra como soldado? Aaah pelo amor de Deus, que tamanho é o cérebro dos senhores? Se quer chegar a coronel então que faça o CFO, mais uma vez.. Parabéns a APRA pelo esforço e pela luta a nossa categoria… Já votei a favor e estou na torcida para que seja aprovada a lei!

  64. Mike em 300 disse:

    Muito bom. Alguém pelo menos teve interesse de correr atras de alguma coisa para os praças..sabemos que o plano não é totalmente justo, mas já ajuda ;visto que esse que tem é uma piada ..você ficar 15 anos como soldado e ainda ter que entrar com mandado de segurança aos 23 anos de caserna pra ser cabo…do jeito que está não pode ficar..não adianta fazer um plano de carreira unica para praça e oficiais e acontecer igual no Tocantins(onde um segundo Sargento com 30 anos de caserna em 2 anos foi a Tenente Coronel, enquanto seus pares e subordinados continuaram no mesmo posto..ou então somente os peixes ganharem as promoções )..a carreira de oficiais fica do jeito que está e a dos praças fica nos mesmos moldes da deles…ou seja AUTOMÁTICA…..se o praça deseja algo a mais faça o CFO já que não haverá idade limite .. antes de alguém criticar a minha opinião sou praça ..ou melhor soldado. e sem perspectiva alguma de concursos internos.

    Só um breve pensamento a todos os praças para reflexão…um oficial com 30 anos de caserna se não for peixe de ninguém e não correr atrás de nada, vai para a reserva pelo menos como Capitão..por que nós praças não podemos ao final dos 30 anos de dedicação a sociedade e manobras políticas, sair como primeiro sargento.

  65. TEMPOS disse:

    POIS É! NÃO TINHA DINHEIRO PARA DAR 8% E DERAM 30% PARA OS SERVIDORES DA ASSEMBLEIA, COMO PROGRESSÃO DE CARREIRA, E PARA NÓS QUEM SABE 3,45%, PORTANTO ESTA MAIS DO QUE CLARO QUE NÃO SERÁ APROVADO ESTA PROPOSTA, OU NENHUMA OUTRA, NÃO SE TEM INTERESSE MILITAR E NEM TÃO POUCO POLITICO.
    E COMO FICARÁ AS PROMOÇÕES DOS SOLDADOS COM MAIS DE 15 OU 20 ANOS E OS CABOS 20 E 25 OU MAIS E SGTS ETC.??
    ESTA PROPOSTA DEMONSTRA SOMENTE UMA VONTADE FUTURA DE PROMOÇÃO E NÃO UMA PROGRESSÃO DE CARREIRA NESTE MOMENTO.
    OS MAIS PREJUDICADOS SÃO OS SOLDADOS E CABOS 20 ANOS SEM EXPECTATIVA E QUE SEMPRE TEM QUE CORRER ATRÁS DE COMPLEMENTAÇÃO SALARIAL, DISTANCIANDO CADA VEZ MAIS DE UM CRESCIMENTO PROFISSIONAL INTERNO, ATINGINDO O PROFISSIONAL E SUA FAMÍLIA.

  66. Rodrigo disse:

    Me desculpe, mas na minha visão não vejo muita evolução com a aprovação deste projeto de lei pois continuaremos a mercê dos comandos da pm e governo e esta história de equiparação com a polícia civil nunca ocorrerá. A polícia militar e suas instituições que dizem lutar pelos ideais da massa da corporação também são mal geridas e mal administradas são defensoras de seus próprios interesses. o correto é tomar vergonha na cara e sair da PM, prestar concurso para outros órgãos estaduais e federais. A pela péssima gestão é uma instiuição falida.

  67. josue disse:

    CAREIRA ÚNICA!!! Essa deve ser a meta!!! limitar a ascensão do praça ao comando porquê?!
    Devemos brigar para que seja implantada a carreira única na PM, nada de CFO! Concurso interno é a chave… o soldado pode chegar à coronel, e quando chegar, lembrará que um dia foi soldado!

  68. pm interior disse:

    fiquei sabendo que a amai é contra essa lei de praças,é brincadeira,o que esperar de assossiaçao de oficiais,bom saber quem esta do lado de quem

  69. RR disse:

    É mais fácil um elefante voar do que do que essa lei ser aprovada, porém o esforço é válido.

  70. Soldado PM disse:

    Boa tarde,
    Gostaria que na medida do possível me enviassem na integra esta proposta.
    Eu dei uma olhada em alguns trechos postados aqui e pelo que entendi ajudaria a todos, mais seria mais proveitoso a praças com menos de 7 anos, mas reconhecendo que todos teríamos muitos benefícios, mesmo o soldado com 25 anos, no caso de aprovação imediata.
    Gostaria de saber também como esta a tramitação desta lei.
    Muito obrigado por sua atenção.

  71. João disse:

    Gostaria de saber se quem tem 18 anos de serviço e ainda é soldado sare promovido automaticamente a 2º Sgt?

  72. Não resta a menor duvida que essa proposta de Leí já é alguma coisa, nos da reserva passamos o diabo na corporação, antigamente um curso de cabo era quase dois anos,e todos os demais cursos até chegar a Sub tenente eram iguais, Quase dois anos de Academia, patrulha nas ruas e futebol fim de semana. Essa Lei de promoção devia ter vindo e aprovada nas décadas de sessenta, setenta, hoje estaríamos tranquilo em casa, pelo menos como segundo tenente. Entre ser Sub. ten. e segundo tenente a diferença é anos luz.

  73. Claudemir J Cabrera disse:

    Olá senhores, li vários comenários e muitas observações onde audam o projeto a corrigir erros que fatidicamente ocorrem.

    Toda lei para ser boa deve ser atualizada, não existe como criar algo que permanecerá para todo sempre com excelente qualidade, assim é de fato.

    Acredito sim que qualquer mudança na atual realidade de promoções das Praças é avançar e para isso a APRA está começando a caminhada.

    Aos que fazem criticas ao projeto, tenho a certeza que 100% não estarão satisfeitos porém é preciso pensar na maioria e pelo que observei a grande maioria esta apoiando a proposta apresenada.

    Fiz minha parte encaminhei e-mail a todos (eu disse a todos) deputados da lista anexa pela APRA, somente cinco deles voltaram com erro e um (não sitarei nome) já de imediato disse que provocará outros deputados para apoiar a proposta.

    Assim espero esta ajudando minha classe de Praças que em pesquisa que fiz corresponde a 92,5% do efetivo da PMPR, de 20.067 policiais da ativa, 18.564 são Praças. Onde está essa força que não vemos nas ruas, na assembléia e muito menos dentro da Nossa Corporação.

    Contem comigo parceiros de trabalho, estou a disposição APRA.

  74. Stive Revoltado disse:

    Falando em realidade, será que as entidades irão cobrar os concursos internos CFC e CFS, pois até agora ninguém se posicionou a respeito. Ora o CFO ja começou na APMG, e as turmas do CAO e CSP ja se formaram.

    E isso que o Governo e a Oficialidade querem, ou seja, que fiquemos discutindo o futuro e esquecamos do presente! Caros milicianos, que façamos uma luta justa para o futuro, mas não esquecemos que isso levará tempo, portanto, que haja concuros e cursos especiais CFC, CEFC, CFS e CEFS imediatamente.

  75. valdir disse:

    Bom, faz dois anos q fui para a reserva,tambem quero ser promovido.

  76. PAULO H. disse:

    PARABÉNS AOS COMPANHEIROS QUE ESTÃO AJUDANDO. NÃO SEI SE É VANTAGEM UM DELEGA COMO SECRETÁRIO…..

  77. Valdemiro Dusi Junior disse:

    A APRA seria divina se agradasse a todos!
    O que eu vejo? Que é muito difícil!!!!! É difícil de entender determinados companheiros!!!!
    São eternos revoltados, rebeldes que arrumam causas para revolta, justo num momento em que se busca que elas sejam minimizadas ao máximo. É impossível fazer algo mais justo se deixarmos de fora o mais moderno policial militar, entretanto penso que incluímos o mais antigo e da melhor forma possível, pelas questões de justiça que se fazem merecer atenção. Mas não entendo como não é possível os companheiros perceberem o quanto é mais complicado acertar a carreira de um companheiro, cujo sistema já se encarregou de destruir. Como não é possível vislumbrar que foi o sistema que arrebentou a sua carreira e que consertá-la é mais difícil do que fazer uma nova que busque contemplar ao máximo a carreira já destruída? Veja que o projeto buscou contemplar todos, mas fica mais difícil contemplar aquele companheiro que em outros tempos em que haviam concursos não procurou fazê-los e agora que eles não existem querem uma solução mágica. Magia não há para isso, só muita luta e determinação e a APRA precisa de auxílio, mas toda vez que se tenta fazer algo vem a surpresa, uma legião de desgostosos que nada fizeram e querem sua vida resolvida. Não é tão fácil assim!
    Precisamos realmente mudar nossa maneira de pensar e fazê-lo incluindo a coletividade e não reservado em nossos casos específicos.
    A compreensão é muito bem vinda neste momento e como o projeto está no comando geral ainda há tempo de trazer idéias, mas lembrem-se pensar coletivamente.
    O erro de pensar no próprio umbigo já aconteceu com o QEOPM, agora é buscar acertar pensando que a carreira deve começar num ponto e terminar da melhor forma possível para todos!

  78. Herberth disse:

    Parabéns APRA,é isso aí não ligue para criticas, o importante é bola pra frente, e criar esse espírito nos Policiais…se todos que aqui se manifestam se manifestarem com os políticos esses passarão a ver o descontentamento da tropa…o que não dá é ficar calado.

  79. PM Realista disse:

    Amigos,
    Li toda a minuta e a maioria dos comentários. Vamos ser realistas: a proposta, do jeito q está nunca será aprovada. O Brasil e o Paraná estão num momento econômico péssimo. Agora q o governo passou a pagar as progressões e já disse q não vai nem pagar os atrasados!!!!!
    Concordo q tem q haver uma negociação. Primeiro a gente pede alto, eles rejeitam, depois a gente pede um pouco menos e fechamos um acordo, melhorando a situação atual.
    Já foram apontados vários equívocos, q devem ser corrigidos p/ a segunda versão da minuta. Alguns pontos:
    – constar na proposta q todos sejam automaticamente promovidos a subtenente com 25 anos de serviço, 10 anos antes da compulsória por TS, p/ mim é uma demagogia da APRA (só p/ fazer moral com os pracinhas). Vamos rever este artigo e subir, por exemplo, p/ chegar a sub, aos 31a.;
    – é inconstitucional querer isentar de idade o militar estadual do Paraná. Não pode haver 2 critérios etários p/ um concurso público. Tem q ser 1 critério só p/ todos. Ou 35a p/ todos, ou 40a p/ todos (exemplo: pq 1 civil, ou militar federal, ou pm de outro estado c/ 31 anos não poderia fazer o CFO e um pm do Paraná com 51 anos poderia?);
    – esqueçam o Sd. 3ª classe, isso só vai atrapalhar;
    – concordo c/ um colega q disse q tem muitas proibições, prejudicando quem trabalha na rua, tem rever estas exigências.

  80. LAURO AUGUSTO disse:

    É uma vergonha mesmo, hoje analisando outros estados com recursos inferior ao Pr, tendo os policiais mais valorizados com planos de carreira, como Tocantins, Roraima, Amapá, Rio de Janeiro apesar que este ultimo n ser tão inferior aos demais, e la sim existem planos de carreira pois os praças começam suas carreiras junto aos oficiais e n necessitam mais de provas para suas promoções, enquanto no Pr se n fizer concurso vão pra RR como SD E OS OFICIAIS só prestam outros concursos para serem promovidos a oficiais superiores e os praças nada. ma espero que vcs estando no poder vejam isto e mudem esta vergonha obrigado….

  81. seria melhor do que temos hj, porém, do jeito que está não mudaria nada, pois não especifica um tempo de permanecia máximo pra promoção automática de sd 3 classe pra 2 classe e este pra 1classe. ou seja, seria como hj teriamos policiais indo pra reserva como 3 e 2 classe sem chagar a cabo.

Leave a Reply

You must be Logged in to post comment.