“Projeto que prevê PMs da reserva em escolas muda após baixa procura e inclui vagas na Grande Curitiba”

APRA mini novo

2993344d3ed546d19f4f340aa1a52d80-gpLarge

.

“O governo do Paraná alterou as regras para contratação de policiais militares inativos que farão o policiamento de escolas públicas estaduais após a convocação inicial ter sido suspensa temporariamente em razão da baixa procura. Decreto publicado nesta terça-feira (2) estabelece aos soldados voluntários do chamado programa Escola Segura remuneração mínima de R$ 3 mil mensais, com valores superiores para cabos (R$ 3,3 mil) e terceiros (R$ 3.564) e segundos sargentos (R$ 3.813).

ENTRE no grupo de WhatsApp e receba as principais notícias do Paraná duas vezes por dia

Publicado nesta quarta-feira (3), o edital 004/2019 prorroga o prazo de inscrição – que inicialmente ia até o dia 30 de março -, para o dia 12 de abril. O resultado deve ser anunciado até o dia 30 de abril e a previsão é que os policiais comecem a atuar nas escolas a partir do dia 10 de maio.

O edital anterior, publicado em 18 de março, previa pagamento de R$ 113 por dia de trabalho. Além disso, apenas soldados de 1ª classe transferidos para a reserva poderiam se inscrever para participar do projeto. O processo foi suspenso temporariamente no dia 29, um dia antes do prazo final para inscrições.

Neste primeiro momento do programa, além das 74 vagas para escolas de Londrina, no Norte do estado, e 46 vagas para Foz do Iguaçu, no Oeste, já previstas no primeiro edital, foram reservadas outras 80 vagas para a Região Metropolitana de Curitiba.

A remuneração mínima de R$ 3 mil e a possibilidade de participação de cabos e sargentos da reserva, além de seguro de vida, foram reivindicações feitas pelos policiais militares. Em entrevista ao telejornal Meio-Dia Paraná, da RPCTV, o secretário chefe da Casa Civil, Guto Silva, disse que o governo levou em consideração os pedidos da categoria e que todos os voluntários terão direito a seguro de vida com a mesma cobertura dada aos policiais da ativa.

“O programa Escola Segura pretende alocar dois policiais em 100 escolas do estado. Eles irão se revezar nos turnos das aulas com o objetivo de reforçar a proteção de alunos, pais e funcionários, além de prevenir a depredação dos prédios, combater o uso o comércio de drogas e o bullying. O Paraná tem, atualmente, 2.143 escolas estaduais.

Originalmente previsto para maio, o lançamento do programa foi antecipado após o massacre que resultou em dez mortes em uma escola de Suzano, na Grande São Paulo, no último dia 13 de março.

Confira o edital 004/2019:” abaixo:

1554310081_edital novo escola segura

 

fonte: https://www.gazetadopovo.com.br/parana/escola-segura-novo-edital/

What Next?

Recent Articles

Leave a Reply

You must be Logged in to post comment.