Um pouco de história da farda da PM

Por Cel. Jorge Costa Filho em 20 de outubro, 2020 as 08h05.

Todos conhecem e reconhecem um Policial Militar pelo uniforme que o mesmo usa, uniforme esse que é conhecido no meio militar como Farda.

E em todas as fardas dos policiais militares, nas golas tem um símbolo que pode ser bordado ou de metal, que são duas pistolas cruzadas, mas a maioria das pessoas não faz ideia de sua origem, mas são o símbolo adotado no Brasil para designar Polícia Militar, seja como parte das Forças Armadas, seja como Força Militar Estadual.

As pistolas que aparecem no símbolo não são pistolas quaisquer. Elas têm nome e sobrenome. São as Harpers Ferry Modelo 1806, calibre .54, de pederneira, fabricadas no Arsenal do Exército dos EUA, e foram um avanço em termos de tecnologia.

As diversas partes desse modelo de arma eram padronizadas e, portanto, intercambiáveis, agilizando sua manutenção. Foi a arma de porte padrão do Exército dos EUA por muitos anos. Os primeiros a adotar as pistolas cruzadas como insígnia de Polícia Militar foram os Estados Unidos da América, em 1923.

De fato, ela foi a quarta variação de símbolo para a Military Police.

O desenho inicial consistia de dois cassetetes cruzados uma vez que era a arma básica dos MP (Military Police), porém, era frequentemente confundido com os canhões cruzados da arma de artilharia.

A proposta seguinte eram as maças cruzadas (cassetetes da era medieval), porém, reclamava-se que eles eram parecidos com amassadores de batatas.  Um novo símbolo teve que ser criado.

A terceira proposta eram as pistolas automáticas Colt .45 M1911, cruzadas, mas, novamente, a confusão com outra imagem, dessa vez a aparência de esquadros de carpintaria cruzados, determinou um novo desenho.

Afinal, concordou-se com o desenho das pistolas Harpers Ferry e elas foram adotadas. A ordem foi assinada pelo Chefe do Estado Maior à época, o General John J. Pershing em 1923, tornando-se o símbolo Oficial de Polícia Militar dos EUA.

O símbolo no Brasil:

Devido ao fato de ser um símbolo criado nos Estados Unidos da América, há quem se queixe que ele não tenha correlação conosco para ser adotado como símbolo para Polícia Militar em nosso país. A história, contudo, demonstra que os brasileiros tem muita afinidade com aquele símbolo.

Em 1942, quando o Brasil declarou guerra ao Eixo e decidiu mandar tropas para a Itália, sentiu-se a necessidade da criação de um Corpo de Polícia a fim de manter a ordem das tropas, fazer a escolta e a guarda de prisioneiros e o serviço de polícia nas áreas ocupadas e como levaria muito tempo para se criar uma força assim, o General Mascarenhas de Morais, que havia servido em São Paulo, teve a ideia de convocar um contingente de policiais paulistas e incorporá-los à Força Expedicionária Brasileira – FEB.

Foi então que 78 “Military Policemen”, brasileiros paulistas, foram para a Segunda Guerra Mundial, sendo o primeiro núcleo do que viria a ser mais tarde a atual Polícia do Exército brasileiro. Nossas forças na Itália, contudo, careciam de equipamento e táticas mais adequadas para enfrentar o inimigo nas condições diferentes do que se havia encontrado até aquele momento em termos de confronto bélico.

Os Estados Unidos da América, então, forneceram seu armamento, equipamento e treinamento e com a finalidade de serem identificados como um exército aliado, o uniforme e insígnias eram os mesmos dos americanos, razão pela qual a Polícia Militar passou a usar o símbolo das pistolas cruzadas mantendo-o na volta.

Para sugestões e duvidas encaminhem seus e-mails para coronelcosta181@gmail.c

Por favor, dê os devidos créditos e faça o link para conteúdo do nosso portal que você está copiando. Obrigado!

Banda B

Publicado primeiro em Banda B » Um pouco de história da farda da PM.

https://www.bandab.com.br/blog/falando-de-seguranca/um-pouco-de-historia-da-farda-da-pm/

What Next?

Recent Articles

Leave a Reply

You must be Logged in to post comment.